Tag: violência

agosto 1, 2017

Confira a entrevista no programa Jogo do Poder da Rede CNT apresentado por Zilan Costa e Silva. O psicólogo e diretor da Clínica Fenix Joaquim Moura falou sobre os aspectos psicológicos do tema e a Dra Daniela Portugal que é advogada e professora da UFBA que falou sobre os aspectos jurídicos.

4 junho 28, 2017

Hoje dia 28/06 o mundo comemora o Dia do Orgulho LGBTI (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e pessoas intersex). Essa data marca um episódio ocorrido em Nova Iorque, em 1969. Naquele dia, as pessoas que frequentavam o bar Stonewall Inn, que até hoje é um local frequentado por gays, lésbicas e trans, reagiram à violência provocada por policiais que oprimiam esse público com frequência. A partir dessa iniciativa as pessoas perceberam que poderia lutar contra qualquer tipo de opressão se elas se organizassem e parassem de se esconder. No ano seguinte foi feita a primeira parada do orgulho LGBTI e, desde então, em todos os lugares do mundo, as pessoas começaram a se juntar contra o preconceito.

Atualmente marcas importantes ao redor do mundo como: Microsoft, Google, HP, Intel, Youtube, Iphone, Facebook, Mc Donalds, Nike, Uber, Coca-cola e centenas de outras promoveram campanhas de apoio à comunidade LGBTI, estimulando a visibilidade e o respeito e mostrando que o preconceito não tem mais lugar no mundo.

Uma das maiores paradas do mundo ocorre no Brasil, na cidade de São Paulo. Nesse ano de 2017, dois milhões de pessoas foram para as ruas lutar pela igualdade de direitos, levantando questões como criminalização da homofobia, educação com respeito à diversidade e Estado laico. Apesar da quantidade de pessoas e do au

maio 5, 2017

Implicação

Lado A: 13 reasons why – Entenda porque você é o 14º motivo

 

No dia 31 de março de 2017 o Netflix lançou o seriado 13 reasons why (13 razões porque) onde uma garota que sofre vários tipos de violência acaba por cometer suicídio e justifica o seu ato através de gravações de áudio onde implica algumas pessoas de seu ciclo de convivência.

Pode-se observar que por conta dos consecutivos traumas, a personagem inicia um processo depressivo, com o humor rebaixado e uma falta de esperança típica dos suicidas. Por algumas vezes ela tenta pedir ajuda, porém as pessoas não a enxergam. Ela começa a se sentir cada vez mais vazia, mais invisível, até que desaparece por completo. Segundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde) uma pessoa se suicida a cada 40 segundos no mundo e em 98% dos casos essa pessoa apresentou algum tipo de transtorno mental.

O bullying é um tipo de violência que tem sido muito discutido, principalmente depois do massacre de Columbine onde dois rapazes que já foram vitimas de bullying por serem superdotados entraram armados em uma escola e promoveram uma chacina e depois se mataram. Imaginem como a violência psicológica pode mexer com a saúde mental de alguém.

E onde você tem cu