Tag: arte

3 janeiro 19, 2018

Se você gosta de dançar, muito bem! Está no caminho certo! Esta prática, além de ajudar no condicionamento físico, contribui para uma boa saúde mental. O professor Irley Batista fala sobre o assunto.

Confira em nosso canal clicando aqui!

Postado em Entrevistas por Joaquim Moura | Tags: , , , , , , ,
novembro 1, 2017

Tem vídeo novo em nosso canal!

Nesse episódio conversamos a artista plástica Petinha Barreto que fala sobre a importância da arte para a Saúde Mental além de expor algumas técnicas utilizadas em seus grupos na Clínica Fenix.

Clique aqui para acessar o nosso canal!

 

Postado em Entrevistas por Joaquim Moura | Tags: , , , , ,
1 julho 21, 2017

No dia 20/07/2017 mais um ídolo foi “encontrado morto”. Dessa vez, o cantor Chester Bennington da banda americana Linkin Park deixou parentes, amigos e uma legião de fãs chocados com essa notícia. Aqui, no Brasil, temos vários artistas que cometeram suicídio e um número alarmante de pessoas que não são famosas que cometem todos os dias. Por que as pessoas ainda tem dificuldade de falar sobre esse assunto?

Os números oficiais mostram que 32 brasileiros morrem por dia vítimas do suicídio, matando mais do que a Aids e alguns tipos de câncer. São números epidêmicos. Segundo a Organização Mundial de Saúde, o suicídio é responsável por uma morte a cada 40 segundos no mundo e mesmo com esse dado alarmante apenas 28 países incluíram em suas prioridades de saúde uma estratégia nacional para diminuir esses índices.

Ilusoriamente as pessoas acreditam que sucesso, fama e dinheiro trazem a felicidade, porém não levam em consideração que os transtornos mentais são doenças que podem acontecer com qualquer pessoa independente das suas condições. Às vezes a fama e o dinheiro podem, inclusive, estimular um vazio. Se internamente a pessoa não consegue lidar com seus traumas e com suas questões internas, ela corre o risco de adoecer psiquicamente.

Segundo o próprio cantor em uma entrevista para a revista Ke

6 abril 19, 2017

 

Cheguei de mansinho, pisando leve, mas pensando alto. Um novo universo se abria diante de mim e, como sempre gostei de desafios – sobretudo quando se trata de estimular novos olhares sobre a dimensão e a complexidade da mente e da alma humana, aceitei de imediato o convite para atuar com a equipe da Clínica Fênix. Considerei uma provocação positiva para os meus quase 50 anos de atividades em terapia pela arte, especialmente utilizando o Teatro como veículo para as referidas atividades.

O que é a Fênix, como funciona esta Clínica de tratamento de dependência química e distúrbios mentais? Estudei o seu Estatuto, seus objetivos e suas experiências para situar-me e saber qual seria o meu papel em algo tão importante como a missão da Fênix. Procurei integrar-me com a equipe de trabalho, absorvendo uma enorme riqueza de informação e compreendendo valores profissionais, humanos e administrativos.

Organização e planejamento são cruciais para o bom desempenho e o sucesso dos objetivos e metas de qualquer instituição. Na Fênix encontrei isso. Cada profissional em seu devido lugar: portaria, recepção, cozinha, jardim, piscina, médicos psiquiatras, psicólogos, terapeutas ocupacionais, estagiários, tratamento de adicção, artes plásticas, dança, teatro, yoga e educação física.

Conforme já citado, trab

Postado em Artigo por Joaquim Moura | Tags: , , , ,